Cantinho da Crônica
Alexandre d' Oliveira
Capa Textos Áudios E-books Livros à Venda Livro de Visitas Links
Textos
Senhor do Tempo
 
 
Certa vez um senhor, de uma enorme barba clara, numa dessas caminhadas se ajoelhou bem ao meu lado, e perguntou, se para onde eu iria, ele poderia me acompanhar... um tanto curioso, por querer saber de tal bafafá.  Apesar da idade aquele senhor, estava disposto a querer ao meu lado ficar...

Sem mesmo saber aonde poderíamos chegar. Contou até três... Olhou pra mim outra vez, respirou bem forte... Mandou que eu junto a ele contasse outra vez.
E depois disse que meu objetivo eu iria alcançar.  Contei um, dois e três... Novamente comecei tudo outra vez...

E ele, muito sereno, dizia-me, assim sem pestanejar...
Tenha fé e perseverança meu bom rapaz! ... Que assim, você há de chegar lá, no mesmo canto ou em qualquer outro lugar estarei pronto para ajudar.

Eu me dou muito com o vento, sou senhor do tempo, leio qualquer pensamento Não será tão difícil de me identificar.
Alexandre Souza Oliveira
Enviado por Alexandre Souza Oliveira em 27/11/2019
Comentários