Cantinho da Crônica
Alexandre d' Oliveira
Capa Textos Áudios E-books Livros à Venda Livro de Visitas Links
Textos
O Santo Milagreiro
Capitulo: Dois

 
 _ e, falando sobre a visita alguém disse que ele voa, quando acompanhamos sua procissão. Disse Dindinha, que não é história, e que ninguém sequer duvide disso desde muito tempo que eu sei, porque o povo desse Nordeste fala demais... 
 _ possa ser verdade. Pois é. Também dizem por aí que nem tudo que se comenta está registrado. Voar ou não já ouvi falar por mais de um milhão de vezes e tudo de que ele é capaz, até mesmo dos milagres dantes acontecidos.
_ A verdade é que todos comentam, e nisto não se sabe se é certo ou não que o Frei voa ao andar, e que de tanta pressa não vemos seu trocar de pernas. E assim temos a impressão do mesmo levitar. Nisto o pessoal comenta que sua procissão nem sequer demora porque ele mesmo encurta caminho.
_ Dizem que o mesmo era bem rápido.   
João ficou possesso. Aguentando toda conversa calado, querendo falar, dando com a língua nos dentes, não querendo relatar o que se passará tanto diante dele algum tempo atrás. E devido à crendice daquela gente que era tanta naquele religioso. João arquitetou um plano para que pudesse escapar ou mesmo, se defender de tudo que certamente incomodava. Tentou dentre umas e outras não transparecer, buscou coragem e mais uma vez comentou:  
  _. Olhe como eu já lhe disse. Já o acompanhei em várias romarias você sabe bem disto, muito já lhe falei. Porém você nem mesmo imagina o que tanto vi acontecer. Coisas que até Jesus Cristo dúvida. Pela luz que me alumia, e pelo sol que me guia, junto as estrelas, à noite recordo que enquanto eu com esse tamanho dava um passo, ele dava três, quatro. Este tinha fama de ser bastante habilidoso, com mais ou menos um metro e meio de altura, não passava disto, andava bem mais rápido que qualquer atleta. 
E dizia: (neste momento percebemos como João voltasse ao passado, e fala tal qual como se estivesse em transe).

 
CONTINUA
 
 
Alexandre Souza Oliveira
Enviado por Alexandre Souza Oliveira em 23/10/2019
Comentários